Por que fazer uma segunda licenciatura EAD?

São muitos os motivos que levam um profissional a repensar a própria carreira. A busca por mais oportunidades, a necessidade de aumentar a renda e até o interesse em aprender algo novo são alguns deles. Neste momento, muitos se veem diante da necessidade de fazer um novo curso superior ou uma pós-graduação.

No caso dos professores, uma alternativa é a segunda licenciatura, que abre novas portas no mercado de trabalho, aumentando assim o leque de oportunidades do profissional que já atua na área de educação.

A vantagem é que é possível obter um novo título de licenciatura a distância e em menos tempo. Isso porque o curso funciona como uma formação complementar. Ou seja, o profissional aproveita grande parte das disciplinas de sua primeira graduação e cursa apenas aquelas específicas da nova área.

Mas sabemos que antes de tomar uma decisão podem surgir muitas dúvidas. Por isso, preparamos este post com tudo que você precisa saber sobre a segunda licenciatura. Confira!

Como funciona a segunda licenciatura?

Imagine que uma professora de Química nota que em sua região há uma grande dificuldade em encontrar professores de Biologia. Ela então percebe que existe uma demanda nessa área e, como já tem alguma familiaridade com o assunto, decide estudar Ciências Biológicas para poder se candidatar às vagas que aparecem.

Se esta professora optar por uma licenciatura convencional, pode demorar de três a quatro anos para se formar. Neste período, deverá rever uma série de disciplinas pedagógicas que já havia estudado quando se formou em Química.

Por outro lado, optando pela segunda licenciatura, a profissional consegue aproveitar ao máximo as disciplinas cursadas na primeira graduação. Assim, estuda apenas aquelas matérias relacionadas à nova área de ensino. É por isso que, nesta modalidade, é possível se formar em um ou dois anos.

Reconhecimento e validade do diploma

Desde 2015, os cursos de segunda licenciatura são regulamentados pelo Ministério da Educação (MEC). A medida foi adotada com objetivo de suprir a carência de professores no ensino básico, capacitando-os para lecionar em mais de uma disciplina.

Sendo assim, a carga horária do curso é complementar, ou seja, vem para somar ao que já foi estudado na primeira graduação. Nesse caso, portanto, a formação é destinada, exclusivamente, àqueles que já possuem ao menos um diploma de licenciatura.

Ao final do curso, o diploma recebido é igual ao de uma licenciatura convencional. Com ele, o professor está habilitado a lecionar a disciplina tanto no setor privado quando no público, podendo, inclusive, prestar concursos na área.

Duração do curso

A duração de um curso de segunda licenciatura pode variar, mas o normal é que a graduação seja concluída em um ou dois anos. Tudo vai depender do nível de equivalência que existe entre a primeira formação e a segunda. Por isso, a resolução do MEC prevê o seguinte:

  • Mínimo de 800 horas: quando o curso de segunda licenciatura pertencer à mesma área do curso de origem;
  • Mínimo de 1.200 horas: quando o curso de segunda licenciatura pertencer a uma área diferente do curso de origem.

Isso significa que, se a professora de Química do nosso exemplo resolver mesmo cursar Biologia como segunda licenciatura, poderá concluir sua formação no menor tempo possível. Afinal, ambas as disciplinas fazem parte da área de Ciências da Natureza.

Mas, se essa mesma professora resolver especializar-se para dar aulas de História, a carga horária do curso será maior. Isso porque História faz parte da área de Ciências Humanas, que já não possui nenhuma relação com sua formação inicial.

Cursos disponíveis

Da mesma forma que existem formações convencionais para lecionar cada uma das disciplinas escolares, também são oferecidos cursos de segunda licenciatura em todas as áreas. Portanto, o professor licenciado tem a possibilidade de obter um novo título, independentemente da área de sua primeira formação.

Além disso, aqueles que já possuem habilitação para lecionar uma disciplina específica nos ensinos fundamental e médio podem obter, dessa mesma maneira, o título em Pedagogia, ampliando assim sua área de atuação também para os primeiros ciclos do ensino básico.

Vantagens de optar pela segunda licenciatura

A segunda licenciatura é uma opção vantajosa para quem já está na área da educação e deseja permanecer nela. Afinal, além de ampliar os conhecimentos, um novo curso aumenta o número de oportunidades. Sendo assim, especializar-se em mais de uma área de ensino proporciona ao professor vantagens como:

  • Possibilidade de pegar mais aulas: quem possui uma formação fica limitado apenas a uma disciplina. Por outro lado, com uma segunda licenciatura é possível multiplicar o número de aulas, já que agora o professor pode lecionar mais de uma matéria;
  • Aulas interdisciplinares: com mais de uma formação, o professor é capaz de ministrar aulas mais produtivas e interdisciplinares, promovendo o diálogo entre disciplinas diferentes;
  • Mais oportunidades em concursos: muitas vezes, professores perdem boas oportunidades em concursos públicos porque a vaga exige outra formação. Especializando-se em mais de uma área, as chances de encontrar boas vagas aumentam;
  • Aumento da renda: aproveitando mais oportunidades, o professor consegue aumentar sua renda e, consequentemente, seu padrão de vida.

Vale a pena fazer o curso a distância?

Os professores, normalmente, têm uma rotina corrida. Muitos lecionam em mais de uma escola, sem contar as obrigações de corrigir provas e tarefas fora do horário das aulas. Portanto, é comum encontrar dificuldades em cursar uma graduação presencial.

Por outro lado, os cursos a distância (EaD) apresentam-se como opção viável para encaixar os estudos em meio a uma rotina atribulada. Soma-se a isso o fato do EaD ser mais barato e poder ser cursado em qualquer lugar, sem a necessidade de viajar ou até se mudar.

Nesta modalidade o estudante tem flexibilidade para montar seus próprios horários, com liberdade para estudar nas horas mais convenientes. Assim, é possível cursar uma segunda licenciatura sem precisar de abrir mão do trabalho.

Além disso, o diploma obtido por meio do EaD é tão válido quanto aquele obtido na graduação presencial. Aliás, não existe qualquer distinção, nem mesmo algo no documento que indique que o curso foi feito a distância.

Portanto, cursar uma segunda licenciatura a distância pode significar um importante avanço em sua carreira de professor. E o melhor é que a formação pode ser obtida em pouco tempo, com flexibilidade para estudar.

Se você gostou deste artigo e se interessa por assuntos relacionados a educação, inscreva-se na newsletter do Instituto Pedagógico Brasileiro para não perder nenhuma novidade!

Related Post

Instituto IPB

O Instituto Pedagógico Brasileiro é uma instituição de Educação a distância (EAD) de excelência que oferece cursos reconhecidos pelo MEC e que atendem às exigências do mercado de diversas áreas. São mais de 200 cursos de pós graduação EAD, segunda licenciatura e educação especial ministrados por professores altamente especializados na preparação de alunos com conteúdos sólidos e atuais.

LEIA TAMBÉM